Professora dá conselhos para encarar o Desafio de Redação

Concurso literário realizado pelo Diário, o Desafio de Redação chega à 14ª edição e, diferentemente dos anos anteriores, será realizado por meio de plataforma digital, por causa do novo coronavírus. O tema escolhido é As Lições da Pandemia para a Construção de um Futuro Melhor e quem apresentar o melhor texto ganhará uma bolsa de estudos da USCS (Universidade Municipal de São Caetano).

Mas para se dar bem, o candidato deve se atentar a algumas dicas. Marialda Almeida, docente da USCS nas disciplinas leitura e interpretação de textos, linguagens e mídias e metodologia explica que a produção textual de uma redação requer conhecimento sobre o assunto, sobre a norma culta da língua e, sobretudo, sobre mecanismos linguísticos e estrutura deste tipo de texto.

A primeira dica que ela dá é se envolver com o assunto a ser discutido no texto. “Estudar sobre o assunto alimentará nosso repertório cultural e nos oferecerá novas palavras para utilizarmos. Quem lê bem, escreve muito bem”, explica.

A segunda sugestão é para que o participante delimite o conteúdo. “Qual aspecto do grande tema da redação você pretende abordar? Após definir o tema, elabore um rascunho com alguns conceitos que estudou para poder desenvolver sua redação, elenque assuntos e organize a apresentação das ideias”, ensina.
Marialda lembra ainda que geralmente a redação pede uma estrutura dissertativa-argumentativa e que para argumentar é necessário afirmar informações e complementar com explicações sobre elas. “Quando eu digo ‘comer maçã é bom’ não consigo convencer meu interlocutor. Porém, quando eu afirmo que ‘comer maçã é bom porque faz bem para a saúde’ estou convencendo meu leitor a comer maçãs.”

A docente destaca a necessidade de o candidato ajustar suas ideias à estrutura. “Produza seu tema a partir do rascunho remetendo-o a uma estrutura lógica, com início, meio e fim. Não termine de escrever e envie ou entregue seu texto sem revisá-lo. Dê a atenção que ele merece, perceba se há coerência”, afirma.
Podem participar do Desafio de Redação alunos de escolas públicas e particulares do Grande ABC, do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio, além dos matriculados na EJA (Educação de Jovens e Adultos) e telessalas. Neste ano professores também podem mandar seus textos. Quem participar concorrerá com outros docentes e o melhor texto leva um notebook.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 31 de julho por meio do hot-site www.dgabc.com.br/desafioredacao. Além do prêmio principal, donos de outras boas redações levarão para casa aparelhos eletrônicos como notebooks, TVs e tablets. O vencedor será revelado no dia 15 de setembro.
O concurso é uma realização do Diário e da USCS, tem patrocínio do Cemitério Vale dos Pinheirais e apoio institucional do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental).

Site do Diário é fonte de pesquisa para os participantes

Os alunos que aceitarem a proposta de exercer a criatividade e lapidar os ensinamentos obtidos nas escolas para a produção de textos na 14º edição do Desafio de Redação tem uma ferramenta importante à disposição: o site do Diário (www.dgabc.com.br). Desde o início da pandemia causada pelo coronavírus, o portal está com todo conteúdo liberado gratuitamente como forma de levar informações importantes para a sociedade e combater as prejudiciais fake news.
Com o tema escolhido para este ano é As Lições da Pandemia para a Construção de um Futuro Melhor os estudantes podem conseguir no site informações importantes e verdadeiras sobre a disseminação da pandemia do coronavírus tanto no Grande ABC como no Brasil.

Ler sempre e bastante sobre o tema é uma das principais recomendações feitas pelos especialistas para que o candidato esteja bem preparado na hora de escrever a redação para o concurso literário.

Além do material exclusivo produzido para o site, o Diário disponibiliza gratuitamente também boa parte do conteúdo impresso na plataforma digital, assim como a versão impressa do jornal na íntegra.