Diretor mobiliza escola em prol do concurso

Os estudantes do Colégio MB, em Santo André, farão a estreia no Desafio de Redação, concurso literário promovido pelo <CF52>Diário</CF> e pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano), que neste ano chega à 14ª edição. E como novidade sempre aguça a curiosidade, por lá não tem sido diferente de outras escolas da região e todos estão empolgados.
 
De acordo com o diretor pedagógico Lucas Luiz de Azevedo, 25 anos, neste período de distanciamento físico provocado pela pandemia, são necessárias iniciativas como esta, do concurso, para movimentar as turmas e promover o aprendizado de forma significativa.
 
O tema escolhido para esta edição é As Lições da Pandemia para a Construção de um Futuro Melhor e o texto que mais agradar aos jurados ganhará bolsa de estudos integral na USCS. Segundo Azevedo, alunos e escola trabalharam em cima do assunto por duas semanas. “Além de estimularmos a discussão do tema da redação, incentivarmos a prática da escrita, da leitura e levamos em consideração a reflexão sobre algo tão delicado que estamos vivenciando. O projeto trouxe a oportunidade de os nossos alunos se expressarem mediante a situação, argumentar e pesquisar sobre a pandemia”, explica o diretor.
 
Neste ano, por causa da quarentena, o evento será realizado de forma virtual. E no Colégio MB os alunos combinaram de fazer a entrega dos textos todos na mesma data, com cada um na sua residência, com auxílio dos educadores.
 
Júlia Gama, 14, estudante do 8º ano, é uma das alunas participantes e diz ter sido muito importante fazer parte do concurso. “Testou minhas habilidades na escrita e foi interessante refletir como será o futuro após a pandemia”, comenta. Para Mikaelly Melo, 11, aluna do 6º ano, participar do concurso é importante, pois faz refletir sobre alguns assuntos “que na correria do dia a dia não paramos para pensar nem analisar tudo o que está à nossa volta. E também nos estimula a leitura e a escrita”.
 
Aluno do 8º ano, Davi Bartolassi, 13, também vai participar. Ele diz que achou “incrível competir com demais alunos do Grande ABC, de escolas diferentes e opiniões diferentes”. Para ele, o concurso deve continuar acontecendo, principalmente por dar chance a alguém que não tenha condições de pagar pelo curso da faculdade.
 
Podem participar alunos de escolas públicas e particulares do Grande ABC, do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio, além dos matriculados na EJA (Educação de Jovens e Adultos) e telessalas. Além da bolsa de estudo para o melhor texto do concurso, donos de outras boas redações levarão notebooks, TVs e tablets. O Desafio de Redação dará ainda para a melhor torcida prêmio de R$ 3.000. Os vencedores serão anunciados dia 16 de novembro. Para se inscrever basta acessar o site www.desafioredacao.com.br. 
 
O concurso é uma realização do Diário e da USCS, e tem patrocínio do Cemitério Vale dos Pinheirais e apoio institucional do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental).