Professora vira escritora após vencer o Desafio de Redação

Professora de língua portuguesa há 28 anos, Elisangela dos Santos Meira, 48 anos, de Mauá, teve sua estreia no universo literário em maio do ano passado, quando lançou o livro 10 Passos Poéticos Para Ser Feliz (Editora Coerência). E o que lhe serviu de combustível para apresentar sua obra foi o Desafio de Redação, concurso literário promovido pelo Diário e pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano), e que neste ano chega à 14ª edição.

Elisangela leciona na EE Professora Therezinha Sartori, em Mauá, e é pela escola que participa na categoria professor do concurso. Já foi vencedora em duas oportunidades, uma em 2014, com uma crônica, e outra em 2015, com poesia. E em cada uma delas faturou um notebook.

Foi a partir destas vitórias que a professora decidiu que mostraria seus textos a quem quisesse ler. “O fato de eu ter ganhado esses dois prêmios do Desafio despertou em mim uma vocação, que é a escrita. Eu, verdadeiramente, posso afirmar que o fato de ter vencido despertou para retirar meus textos da gaveta”, afirma.

Segundo Elisangela, isso reacendeu paixão que estava um pouco escondida. Depois do lançamento do livro, ela segue escrevendo e tem intenção de publicar outras obras. “Estou aguardando o momento certo. Muitos projetos para tirar da gaveta. É algo que me faz bem, além da profissão que eu segui.”

A docente acredita que o fato de participar do concurso acaba servindo de inspiração para que os alunos também embarquem na empreitada. E neste ano não é diferente, tanto que já enviou seu texto. “Querendo ou não, o exemplo do professor ainda é bastante determinante para as ações do aluno. Eles pedem dicas (sobre o Desafio), perguntam, gostam de conversar comigo sobre isso e é interessante, porque aqueles que não são meus alunos me reconhecem como a professora que ganhou o Desafio de Redação.”

Por causa da pandemia da Covid-19, nesta edição o concurso literário será realizado virtualmente. O tema escolhido é As Lições da Pandemia para a Construção de um Futuro Melhor e o melhor texto ganhará bolsa de estudos na USCS. Quem quiser participar tem até 30 de setembro – o prazo inicial, que era 30 de julho, foi ampliado – para fazer a inscrição e enviar o texto no hot-site www.dgabc.com.br/desafioredacao.

Podem participar alunos de escolas públicas e particulares do Grande ABC, do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio, além dos matriculados na EJA (Educação de Jovens e Adultos) e telessalas. Além da bolsa de estudo para o melhor texto do concurso, donos de outras boas redações levarão notebooks, TVs e tablets.

Professores também podem mandar seus textos. Quem participar concorre com outros docentes e a melhor redação leva como premiação um notebook.

O vencedor será anunciado no dia 16 de novembro, com transmissão ao vivo pela DGABC TV, que pode ser acessada pelo site do jornal (www.dgabc.com.br).

O concurso é uma realização do Diário e da USCS, tem patrocínio do Cemitério Vale dos Pinheirais e apoio institucional do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental).