Desafio de Redação vai dar R$ 3.000 para a escola com mais inscritos

Uma das principais novidades da 15ª edição do Desafio de Redação, concurso literário promovido pelo Diário e pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano), é um prêmio de R$ 3.000 que será destinado para a escola com o maior número de inscritos. A categoria substitui a premiação da torcida mais animada, que foi realizada até o ano passado.

A mudança foi impulsionada pelo fato de o concurso ser realizado pelo segundo ano consecutivo de forma on-line, em razão da pandemia. Como é necessário manter o distanciamento físico como uma das medidas de prevenção ao coronavírus, os organizadores optaram por substituir a animada competição entre as torcidas pelo número de inscritos.

Na edição do ano passado do Desafio, as instituições que tiveram o maior número de inscritos no concurso foram o Colégio Universitário da USCS, com 697 redações finalizadas, e a Etec (Escola Técnica Estadual) Rio Grande da Serra, com 228 participantes.

“Uma das novidades do 15º Desafio de Redação é a troca do prêmio de melhor torcida para o prêmio de maior participação. A escola que tiver o maior número de alunos inscritos fatura R$ 3.000, que podem ser utilizados conforme a sua necessidade. Nosso objetivo é premiar a escola que teve o melhor desempenho, não é uma tarefa fácil incentivar remotamente os alunos a participarem de um concurso literário. Assim como na 14ª edição o Desafio de Redação será on-line e não precisa da adesão das escolas. Além de concorrer a prêmios individuais, agora o aluno também pode também concorrer no coletivo. Essa união entre a escola e os seus alunos é uma grande parceria, com certeza juntos os resultados serão muito positivos”, comentou Josiana Abrão, organizadora do concurso, que abre as inscrições no dia 1º, no hot-site www.dgabc.com.br/desafioredacao.

O Desafio tem patrocínio do Cemitério Parque Vale dos Pinheirais e apoio institucional do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental de São Caetano).